Energia solar atrai investimentos e pode se tornar a principal fonte de enrgia

Mesmo em meio a pandemia, o setor fotovoltaico, viveu e ainda vive no Brasil um momento ímpar.

Apesar de todos os acontecimentos, o setor cresceu cerca de 52%, ficando em 16º lugar no ranking mundial e vir a se tornar o maior mercado de energia solar da américa latina.

Até o final de 2020, o setor registrou um total de 7,5 gigawatts de potência instaladas, totalizando um crescimento de 64% a mais do que em 2019.

Por quê mostramos todos esses dados? Porque mesmo que a energia solar se encontre em alta no mercado, a economia como um todo se encontra em um estado alarmante.

Dado esse crescimento no setor, a solar é vista hoje, como a principal fonte para uma retomada verde no país e como uma transição para uma economia 100% limpa e renovável.

Sendo assim, empresas, órgãos governamentais, entre muitas outras instituições, estão aderindo essa “nova” fonte de energia.

A varejista C&A por exemplo, construirá duas usinas solares com capacidade de instalação de 7 mil módulos solares, a instalação será capaz de produzir cerca de 5,5 GWh de energia por ano.

A varejista pretende abastecer 11 lojas espalhadas pelo Rio de Janeiro e Brasília pero período mínimo de 10 anos.

Pensando na parte econômica e sustentável, a C&A economizará em média 20 milhões de reais e evitará a emissão de 1,8 mil toneladas de carbono.

Fomos pioneiros em utilizar o Mercado Livre de Energia, que permite a compra de energia de fontes renováveis, para abastecer nossa operação”, afirma Ciro Neto, diretor de desenvolvimento e expansão da C&A no Brasil. “Até o ano passado, habilitamos 200 lojas para receber energia limpa por meio desta modalidade”.

Já o Exército Brasileiro inaugurou no 5º Pelotão Especial de Fronteira, uma unsina de energia solar. O sistema funcionara como um armazenamento de energia, contando com 198 kW de potência instalada e com capacidade de 248,4 kWh.

O pelotão antes, precisava de geradores para possuírem energia, e os mesmos eram abastecidos por óleo diesel que eram transportadores através de avião, o que tornava a geração de energia mais cara e instável.

Como investimento, o Grupo Gera Soluções, lançou em Minas Gerais, na cidade de Iguatama, um projeto de dois complexos fotovoltaicos.

O projeto funcionara através de um serviço de assinatura de energia solar para as pessoas físicas ou jurídicas que não se encontram em condições de investir em um sistema próprio.

O intuito é que tenha um baixo custo de serviço e reduza a despesa com tarifas da conta de energia em até 21%.

Muitos investimentos estão sendo realizados no setor de energia solar, e como já dito anteriormente, podemos esperar grandes coisas para o setor, e felizmente, o Brasil está cada vez mais aderindo à ideia de que é possível investir, lucrar e economizar, tudo de forma sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *